Terceira idade empreendedora

A melhor idade também tem potencial para transformar suas atividades do dia-a-dia em trabalho rentável.

Velhice não significa repouso definitivo. Quando chegamos numa certa idade (aposentadoria), pensamos em descansar com tudo, mas ao passar o tempo vemos que precisamos de uma atividade, algo que nos distraia. Muitas idosos (as) nunca estiveram acostumados a empreender, então não pensam nisso quando se aposentam, mas o público idoso cada vez mas quer voltar para vida ativa que sentem falta.

A consultora financeira Melissa Modeneze, a produção do indivíduo reforça a economia do país da mesma forma que aumenta no mercado produtivo. “Não há impedimento para o idoso, aposentado ou não, montar o próprio negócio. Eles detêm o conhecimento que adquiriram ao longo dos anos, sendo profissionais experientes e qualificados, capazes de criar, executar e vender serviços e/ou produtos”, afirma. Portanto, é uma questão de despertar o empreendedor.

O que negócio escolher?

Quando falamos de negócio para se trabalharmos, devemos ver a tendencia e o publico-alvo, qual nossa rentabilidade e planejar todas as etapas de execução. Por exemplo, mais indicado é procurar um profissional do Sebrae especializado na área. Para o público idoso tenha em mente que ao optar por começar um negócio deve-se abrir mão de repouso, e acima de tudo é fundamental que goste do que faz.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: